segunda-feira, 17 de agosto de 2015

MINHA BIOGRAFIA

Curriculum Literário -


OSCAR KELLNER NETO é natural de Franca/SP (1949), casado, pai de dois filhos, avô de três netos e vive em Delfinópolis/MG, entre serras, cachoeiras e lagos, desde 1975. Arte-Educador, Professor de Gramática e Redação, Técnico em Contabilidade e Advogado atuante, Kellner também se dedica à pintura e à escultura, áreas artísticas em que sempre logrou êxito. Nas horas vagas, inda cuida de terras, gado, peixe e gente. Gosta de sumir pelos vãos da Serra da Canastra, onde cavalga, conversa, joga truco, sonda falares, respira cores e transpira poesia.
O Autor, míope, curioso e astigmático, começou a escrever em 1963. Seus primeiros versos foram para a musa eterna, hoje sua esposa: Maria Alcina. Sempre colaborando em suplementos literários de vários jornais com seus textos poéticos, foi premiado na 1.ª Semana de Arte Moderna de Franca, em 1966, com o poema Beatniks. Em 1967, seu poema Do Mágico e seu aprendiz, recebeu o 1.º lugar em outro concurso francano. Publicou seu primeiro livro de poesias em 1968: CANTO DE BUSCA, em edição mimeografada e com lançamento nacional. Em abril de 1969 datilografou, compôs e lançou seu segundo livro, MURAL, com poesias concretistas, em pequena tiragem, por sua editora “Dedos do Autor”.
Seu poema-processo RELÓGICAS, elaborado a partir de carimbos confeccionados com peças de relógio, em parceria com Antônio de Pádua Primon recebeu o 1.º Prêmio no Concurso Nacional Souzandrade, em Divinópolis(MG), em junho de 1969.
Nesse ano - o de seu casamento - o Autor recebeu da imprensa francana o título de Intelectual do Ano. Desde então, vinha organizando seu livro-objeto, de poemas-processo, FLASH, editado em 2010 pela Editora Clube de Autores.
A partir de 1970, Kellner passou a coletar seus contos e a divulgar seus textos em prosa, colaborando em jornais, suplementos e páginas literárias de toda parte e participando de algumas antologias nacionais e de fora.
Em 1975 lançou cópias de seu texto concretista FOSSAPOGEU - (epistolas aos coivarenses - textos do hospício) - de circulação restrita.
Em 1977 divulgou seu primeiro romance: O CRIME PERFEITO DE SEZOGLA SUEM, em pequena edição oferecida à crítica do círculo de amigos-leitores fiéis.
Participou, em 1979, com o conto O Espetáculo, da antologia A PRESENÇA DO CONTO, organizada pela Editora do Escritor, de São Paulo.
Seu primeiro livro de contos O OUTRO LADO DE COIVARAS : O MUNDO foi publicado pela Editora Pirata, de Recife, em 1984. 
Em 1985 prefaciou o livro de contos "Nada a ver", de Mauro Ferreira - Franca-sp.
Seu nome figura no verbete "COIVARAS", na página 444 do volume I da Enciclopédia da Literatura Brasileira, organizada por Afrânio Coutinho.
A revista Globo Rural publicou seu conto Paz-sarinha, sob o título “O touro Charuto” em sua edição do mês de setembro de 1994.
Figura à página 297 da coletânea  "Esboço de História da Literatura Francana", de Luiz Cruz, editado em 2005, em Franca (SP)
Em 2009, em comemoração ao seu 60º aniversário, Kellner relança a obra MURAL em conjunto com FOSSAPOGEU, na obra poética MURAL & FOSSAPOGEU, pela Editora Clube de Autores, de São Paulo.
Ainda em 2009, pela mesma editora, lança o livro de contos O JUIZ E OUTROS CONTOS, o romance O REINO DE COIVARAS e a novela TOCAIAS E DUELOS.
Também em 2009, pela mesma editora paulista, lança a obra COIVARAS (cantos), onde reuniu os trabalhos O JUIZ E OUTROS CONTOS – contos -, ROSALDA GENTIL - romance – e TOCAIAS E DUELOS – novela.
Também em 2009, pela Editora Clube de Autores, relançou o livro O CRIME PERFEITO DE SEZOGLA SUEM.
Ainda em 2009, pela Editora Clube de Autores, lançou o volume de versos O LIVRO DA VISITAÇÃO.
No final de 2009, em regozijo pelo jubileu de diamante de seu nascimento, Kellner lança pela Editora Casa do Novo Autor, de São Paulo (SP) o livro FAZENDA INTERI-OR. Lançou O QUILOMBO DE PALMIRA (mini contos) no findar de 2010 pela Editora Clube de Autores, de São Paulo.
Veio a lume pela mesma Editora, também em 2010, seu livro-objeto, de poemas-processo, FLASH.
Em seguida, lançou seu livro de trovas PEQUENO CANTO DA TERRA, ilustrado por Odilon José Rosa.
No final de 2010, Kellner lança pela Editora Clube de Autores, de São Paulo(SP) o livro FAZENDA INTERIOR, agora em segunda edição.
Em março de 2010 Kellner lança pela Editora Clube de Autores, o livro-conto OS AMARRADORES DE PATAS.
Em dezembro/2010 lança seu volume de mini-contos, O QUILOMBO DE PALMIRA pela Editora Clube de Autores.
Em julho de 2011 Kellner lança pela Editora Clube de Autores, a segunda edição, agora ilustrada, do livro-conto OS AMARRADORES DE PATAS.
No segundo semestre de 2013 Kellner lança pela Editora Clube de Autores, o livro KALEIDOSCÓPIO, colorido, reunindo poemas-processo, na técnica de gravuras digitais no gênero abstrato lírico, em formato e papel especial. Dada a receptividade da obra, logo em seguida lança KALEIDOSCÓPIO 2, pela mesma Editora, no mesmo padrão.
Em novembro de 2013, Kellner lança pela Editora Clube de Autores, o livro de poemas RECANTOS DA VIDA, reunindo alguns poemas de seu primeiro livro mimeografado, CANTO DE BUSCA, alguns textos poéticos do livro O QUILOMBO DE PALMIRA e poemas escritos durante toda a sua vida.
Ainda em novembro de 2013, lança pela Editora Clube de Autores, os livros SIGNUS e BOREAL, coloridos, ambos reunindo gravuras digitais no gênero abstrato lírico, em primorosas edições em formato quadrado e papel especial.
Relança em 2013 pela Editora Clube de Autores os contos que marcaram sua estréia na literatura nacional: “O OUTRO LADO DE COIVARAS: O MUNDO”, agora em segunda edição revista e ampliada, incluindo fortuna crítica. Ainda em Dezembro de 2013, lança pela Editora Clube de Autores, o livro FACTUM, colorido, reunindo gravuras digitais no gênero abstrato lírico, em primorosa edição em formato quadrado e papel especial.
Em janeiro de 2014, lança pela Editora Clube de Autores, o livro TACTUS, colorido, reunindo suas mais recentes gravuras digitais no gênero abstrato lírico, em primorosa edição em formato quadrado e papel especial.
Publicou nas letras jurídicas, a monografia A CAUSA CURIANA, no campo do Direito Romano.
Permanecem inéditos, O PROCESSO CAUTELAR E A COISA JULGADA, monografia na área do Direito Cautelar; e, na área do Direito Penal, desenvolveu trabalho em parceria com Juliano Quireza Pereira e Lúcio Augusto Malagoli tratando do PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA.
Kellner também se dedica às artes plásticas e à fotografia. Proclama a volta à Natureza. Prepara um reino de pedra, água e sol: Coivaras.

Curriculum - Artista Plástico

ATELIÊ
R. Sebastião S. Silveira, 302 – Centro
CEP 37910-000 - Delfinópolis - MG
Tel. (35) 3525-1009 – Cel (35)9921-1009

DADOS DE FAMILIA
Nascido em Franca(SP)  a 02/05/49, filho de Avelino Kellner e Maria Conceição Kellner, é casado com Maria Alcina Aguiar Kellner, sendo seus filhos: Gustavo Kellner – Chef de Cozinha e Luciano Aguiar Kellner -  Zootecnista, e seus netos: Gabriela, Ângelo e Adélia. Aninha é sua nora. Reside em Delfinópolis (MG) desde 1975.

FORMAÇÃO ACADÊMICA EM ARTES PLÁSTICAS
Licenciatura - Professor de Artes Plásticas pela UNIFRAN - Universidade de Franca - Franca (SP)

FORMAÇÃO ARTÍSTICA
Iniciou-se na pintura em 1964, incentivado por seu irmão Zigomar Kelher, tomando as primeiras noções de composição e cores do laureado artista francano Luiz Schirato; teve aulas também no ateliê do premiado pintor internacional, Bonaventura Cariolato, em Franca, SP, desenvolvendo então profundo estudo das cores. Em sua fase de iniciante, costumava visitar o grande padre e pintor italiano, Dom Agostinho Capute, em Claraval, MG, que muito o incentivou e orientou devido ao seu vivo interesse pelas artes.
Depois de longo aprendizado, vivenciando técnicas e estudos diversos, animou-se a expor.
Participou de inúmeros salões e coletivas de pintura, onde se destacou na categoria acadêmica, especializando-se em retratos e figuras sacras.
Após ter contato com trabalhos de renomados artistas plásticos de Ribeirão Preto, SP, dentre eles Bassano Vacarini, Amêndola e Leopoldo Lima, no Simpósio Nacional de História, realizado em Franca em 1965, passou a se interessar pelas novas linguagens da vanguarda pictórica. Desde então, tem se dedicado à arte moderna como forma de expressão artística nas artes plásticas.

EXPOSIÇÕES E PREMIAÇÕES
Dentre as inúmeras participações em coletivas, e os prêmios por ele recebidos, destacam-se:
* O 1º lugar em Pintura na 1ª Semana de Arte Moderna de Franca, em setembro de 1966, realizada pela imprensa francana. Sua composição “2ª GRANDE GUERRA” pela plástica e atualidade, obteve o prêmio maior.
* Diploma de participação na Exposição Cultural - Seção Pintura Moderna - realizada em Franca, em 28-11-67, pela Sociedade Francana de Belas Artes.
* O 1º lugar em Pintura com o quadro “Gênese”, no Concurso de Poesia e Arte Moderna do Conservatório Musical Jesus Maria Mosé, em maio de 1968.
* O 1º lugar no Concurso de Poemas-Processo com o poema "Relógicas" - em parceria com Antônio de Pádua Primon - no Concurso Nacional realizado em Divinópolis – MG em junho de 1969. (o poema processo é, em suma, um poema gráfico, um poema visual de grande carga semântica)
* Diploma de Participação na Exposição Coletiva de Arte de Vanguarda na 1ª Francal, realizada em setembro de 1969, em Franca-SP.
* Diploma de Intelectual do ano 1969 – Personalidade em Artes Plásticas - , concedido pela Imprensa Francana.
* Certificado de Participação na 2.ª Fearte - Feira de Arte de Franca - na categoria Pintura, realizada pela Fundação Municipal “Mário de Andrade”, de 15 a 30 de julho de 1978.
* Certificado de Participação na 3.ª Fearte - Feira de Arte de Franca nas categorias: Artes Plásticas, Desenho, Pintura e Fotografia - realizada pela Fundação Municipal “Mário de Andrade”, de 14 a 29 de julho de 1979.
* O 1º lugar na categoria de Artes Plásticas - Escultura, - com o trabalho em pedra sabão “Lavrador pedindo chuva”, - Prêmio Aquisição, - na 3ª Fearte - Feira de Arte de Franca, realizada pela Fundaçao Municipal “Mário de Andrade”, de 14 a 29 de julho de 1979.
* Prêmio Aquisição "Pincéis Tigre" para a obra “Grutas” - óleo sobre tela, - gênero Abstrato Lírico - no Salão Empório das Artes realizado de 25 de setembro a 11 de outubro de 1991, na Galeria Caminito em Franca,SP.
* Prêmio “GRANDE MEDALHA DE PRATA” para a obra “Lux” – Gravura Digital em lona impermeável – gênero Abstrato Lírico, no “32º Salão de Artes Plásticas (Contemporâneo) realizado pela FEAC - Pinacoteca Municipal de Franca, de 24/11 a 13/12/2008 na Pinacoteca Municipal “Miguel Ângelo Pucci”.
* Prêmio “Menção Honrosa” para a obra “A Coroa e o Rei” – gravura digital em lona impermeável – gênero Poema-Processo, no 34º Salão de Artes Plásticas (Contemporâneo) realizado pela Feac - Pinacoteca Municipal de Franca, de 06 a 30/11/2010 na Pinacoteca Municipal “Miguel Ângelo Pucci”.
* Realizou, no período de 08 a 30 de dezembro de 2010, a exposição “Gravuras Digitais – A Arte Abstrata de Oscar Kellner” em evento da Feac/Pinacoteca na Pinacoteca Municipal “Miguel Ângelo Pucci”, em Franca-SP.
* Recentemente participou de várias coletivas de arte com suas Gravuras Digitais em Abstrato Lírico no Espaço Cultural DecoZ/Rengaw, em Franca-SP.

* Regularmente publica sua literatura, seus poemas-processo e suas Gravuras Digitais em Abstrato Lírico em forma de Revistas Digitais em sua página no site www.issuu: confira nos links:
http://issuu.com/oscarkellnerneto
http://issuu.com/oscarkellnerneto3
































segunda-feira, 10 de agosto de 2015

10-08-15 - o que ando pensando...

PENSO EM TANTOS AMIGOS QUE ESTÃO ESPALHADOS POR ESTE MUNDO AFORA... DEDICO-LHES UM AMOR FRATERNO, DE CORAÇÃO... SENTIMENTOS DE BONDADE E UMA SAUDADE IMENSA DE TODOS QUE NÃO VEJO HÁ TEMPOS...

terça-feira, 4 de agosto de 2015

PEQUENO CANTO DA TERRA - POEMAS ILUSTRADOS





















VEJA A OBRA, CLICANDO NO LINK ABAIXO... LEIA COMO EM UM E-BOOK... APÓS CADA POEMA VEM A RESPECTIVA ILUSTRAÇÃO FEITA PELO SAUDOSO ODILON JOSÉ ROSA...
GRATO PELA VISITA... SE GOSTAR, DIVULGUE...










http://issuu.com/oscarkellnerneto/docs/pequeno_canto_da_terra

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

KALEIDOSCÓPIO 2 - POEMAS-PROCESSO SERIADOS

ESTE É UM LIVRO DE POEMAS-PROCESSO SERIADOS, FORMADO POR GRAVURAS DIGITAIS SEQUENCIAIS. CLIQUE NO LINK ABAIXO E VEJA A OBRA, COMO EM UM E-BOOK... GOSTANDO DE UM TRABALHO, VOCÊ PODERÁ OBTER UM ZOOMM PARA OBSERVAR SEUS DETALHES... UM ABRAÇO E OBRIGADO PELA VISITA... DIVULGUE, POR FAVOR!


http://issuu.com/oscarkellnerneto/docs/kaleidosc__pio_2_-_poema-processo





KALEIDOSCÓPIO - POEMAS-PROCESSO SERIADOS

ESTE É UM LIVRO DE POEMAS-PROCESSO SERIADOS, FORMADO POR GRAVURAS DIGITAIS SEQUENCIAIS. CLIQUE NO LINK ABAIXO E VEJA A OBRA, COMO EM UM E-BOOK... GOSTANDO DE UM TRABALHO, VOCÊ PODERÁ OBTER UM ZOOMM PARA OBSERVAR SEUS DETALHES... UM ABRAÇO E OBRIGADO PELA VISITA... DIVULGUE, POR FAVOR!


http://issuu.com/oscarkellnerneto/docs/kaleidosc__pio_-_poema-processo